Salvar

Salvar

Redação 2

O presidente Michel Temer cometeu gafes nesta sexta-feira (23) durante um encontro oficial com a primeira-ministra da Noruega, Erna Solberg, em Oslo. O brasileiro ficou em saia justa quando a premier teceu duras críticas à corrupção. Em seguida, confundiu-se todo, dizendo que visitaria o "Parlamento brasileiro" e se reuniria com o "rei da Suécia".

"Estamos preocupados com a Lava Jato e é preciso fazer uma limpeza e encontrar uma solução", afirmou Erna Solberg, ao lado de Temer. Segundo ela, o Brasil vive uma época de "desafios" e "turbulência". Atualmente, a Noruega também investiga empresas que teriam pagado propina a ex-diretores da Petrobras ou executivos que manteriam contas no exterior.

Temer, desconcertado com as críticas da premier, confundiu-se todo ao tomar a palavra para seu discurso. Em vez de anunciar sua visita ao Parlamento norueguês e seu encontro com o rei do país, o peemedebista disse que iria ao "Parlamento brasileiro" e falaria com o "rei da Suécia".

Mesmo com as críticas da premier, Temer tentou convencer a Noruega de que o Brasil não passa por nenhuma crise. "As instituições funcionam com regularidade extraordiária e liberdade", afirmou. "A democracia é algo plantado formalmente pela Constituição e praticada na realidade". Em Oslo, o presidente brasileiro foi alvo ainda de um protesto nas ruas, diante do prédio onde o encontro com Erna Solberg ocorria. Manifestantes carregaram placas, em inglês, exigindo "respeito aos direitos indígenas", "à democracia" e aos "direitos humanos".

O tema ambiental já tinha sido motivo de gafe para Temer, que fora notificado ontem (22) pela Noruega da redução de 50% de ajuda financeira para a preservação da Amazônia.

ANSA

No primeiro trimestre de 2017, foram emitidas 7.989 carteiras de Trabalho e Previdência Social a estrangeiros. Desse total, 3.017 foram para haitianos, 1.107 para venezuelanos, 443 para cubanos, 346 para argentinos, 311 para bolivianos, 282 para paraguaios, 250 para colombianos, 232 para peruanos, 219 para uruguaios e 190 para senegaleses, entre outras nacionalidades.

Os dados são da Coordenação Geral de Imigração (CGIg), uma unidade administrativa do Ministério do Trabalho. Segundo o órgão, grande parte desses imigrantes entra no país utilizando o instituto do refúgio, mas nem todos se enquadram nos requisitos de refugiados pelo Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) do Ministério da Justiça. Nesses casos, o processo é encaminhado para análise do Conselho Nacional de Imigração (CNIg), que, se reconhecer a situação humanitária, concede a autorização de residência no país por prazo indeterminado.

O coordenador-geral de Imigração substituto da CGIg, Luiz Alberto Matos dos Santos, avalia que, apesar de um aumento do fluxo migratório nos últimos cinco anos, o índice de imigrantes ainda é pequeno. "Não chega a representar 1% da população, enquanto a média mundial é de 4%", informou. Segundo ele, a maioria dos imigrantes ocupa empregos pelos quais brasileiros não se interessam mais.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, diz que a nova legislação da imigração brasileira é destacada internacionalmente como uma das mais avançadas do mundo. "O Brasil exerce um papel de vanguarda ao reconhecer o imigrante como sujeito de direitos, com princípios e garantias estabelecidos em lei".

As autorizações de trabalho a estrangeiros no Brasil são concedidas pelo Ministério do Trabalho, por meio da CGIg. A autorização é exigida pelas autoridades consulares brasileiras, para efeito de concessão de vistos permanentes ou temporários, a estrangeiros que desejem permanecer no Brasil a trabalho.

AGENCIA BRASIL

Depois de assassinar o namorado há cinco anos, o ator pornô canibal Luka Magnotta surpreendeu o Canadá novamente. Agora, porque encontrou um novo parceiro e vai se casar na próxima segunda-feira (26).

Em 2012, Magnotta deixou o país inteiro chocado ao cometer um crime sórdido. Ele assasinou o namorado Jun Lin, gravou um vídeo comendo o corpo do parceiro e ainda enviou, pelo correio, as mãos e pés de Lin para escolas canadenses e para sedes de partidos políticos. O canibal  foi condenado à prisão perpétua, mas, para ele, pelo visto, a vida ainda pode ter muito a oferecer.

Cadastrado em um site de namoros para detentos, em junho de 2015 ele começou a procurar por um "príncipe encantado". Segundo o New York Post , o par perfeito para o ator seria um "homem solteiro, branco, com idade entre 28 e 38 anos e em boa forma física".

O anúncio não durou muito. No mês de julho, ele tirou o cadastro do site porque teria encontrado quem procurava. No caso, o "príncipe" seria Anthony Jolin, um assassino que também cumpre pena de prisão perpétua no Canadá.

O ator canibal, preso desde 2012 pelo assassinato de Jun Lin, está de casamento marcadoRepodução/The Canadian Press

O ator canibal, preso desde 2012 pelo assassinato de Jun Lin, está de casamento marcado

Depois de quase dois anos de namoro, eles decidiram dar o próximo passo. O casamento está marcado para a próxima segunda e deve acontecer na Penitenciária de Port-Carier, em Quebec.

As consequências do canibalismo

Você já imaginou o que pode acontecer com o seu corpo se você se alimentar com a carne de outro ser humano? Talvez possa soar irônico, mas estudos mostram que os efeitos do canibalismo não são nada bons – podendo até matar.

Foi descoberto que o perigo de se consumir carne de origem humana está nos príons, proteínas anormais presentes na musculatura de todo ser humano, que continuam presentes no tecido mesmo depois que este foi cozido ou assado. Os príons são responsáveis por matar os neurônios, deixando o cérebro cheio de buracos, parecido com uma esponja.

Como consequência, podemos desenvolver a Febre de Kuru, uma rara doença neurodegenerativa e infecciosa, cujos sintomas incluem perda da coordenação motora, dificuldades para se locomover, manifestação de movimentos involuntários, alterações no humor e no comportamento e também demência, levando à morte do canibal.

ig

Um atirador das forças especiais do Canadá matou um integrante do grupo extremista autodenominado Estado Islâmico com um tiro disparado a 3,5 quilômetros de distância, no mês passado, no Iraque.

A distância do disparo bem sucedido, confirmada à BBC pelo Comando de Operações Especiais canadense, é considerada recorde na história militar.

Segundo o jornal canadense Globe and Mail, o soldado efetuou o disparo do alto de um edifício. A bala teria demorado dez segundos para atingir o alvo. O disparo teria sido registrado em vídeo.

O atirador quebrou o recorde do britânico Craig Harrison, que matou um militante talebã com um tiro disparado a 2,4 quilômetros, usando um rifle L115A3 de longa distância, em 2009, no Afeganistão.

O Globe and Mail descreveu a dificuldade do disparo, que exigiu que o atirador levasse em conta a força do vento, estudos de balística e até a curvatura da Terra.

Ele trabalhou em parceria com um observador, que ajuda a detectar alvos, e usou um rifle militar canadense McMillan TAC-50. De acordo com fontes do jornal, ele pertence à unidade conhecida como Joint Task Force 2.

"O tiro em questão interrompeu de fato um ataque do Daesh (Estado Islâmico) às forças de segurança iraquianas", disse uma fonte militar ao jornal.

"Em vez de lançar uma bomba que poderia matar civis na região, essa é uma ação muito mais precisa e, por estar tão longe, os maus elementos não tinham a menor ideia do que estava acontecendo", completou.

Em 2016, o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, suspendeu os ataques aéreos contra o Estado islâmico no Iraque e na Síria.

Mas, ao mesmo tempo, Trudeau anunciou planos para reforçar as forças especiais em solo, além de aumentar o número de membros das Forças Armadas do Canadá encarregados de treinar e auxiliar as forças locais.

bbc brasil

Brasileiro e executado no interior de um cemitério da cidade de Zanja Pytã, cidade situado próximo a fronteira com Ponta Porã, onde segundo informações o mesmo supostamente se fazia passar por “Lobisomem”.

O mesmo foi identificado como, Ronaldo Godoi (20) vulgo “Capetinha ou Lobisomem” encontrado executado com uma facada e cinco disparos de arma de fogo na cidade paraguaia de Zanga Pytã a 15 kilometros da cidade de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã, na manha de quinta feira (22) por volta das 09:00hs.

Populares que visitavam túmulos de seus entes queridos avistaram o corpo sem vida em meio aos túmulos e imediatamente alertaram os agentes da Divisão de Homicidios que com o apoio da promotora de justiça Sandra Diaz e o medico legista Cesar Gonzalez e a agentes da Policia Técnica realizaram os procedimentos de rigor.

Informações indicam que a vitima era um andarilho e se fazia passar por “Lobisomem” assustando moradores pela região, mas a policia acredita que o mesmo na noite de quarta feira teria invadido alguma residência na região com o intuito de realizar pequenos furtos e teria sido descoberto e perseguido, o mesmo teria entrado no cemitério tentando escapar dos seus captores que o terminaram executando de forma brutal no interior do cemitério da cidade paraguaia de Zanga Pytã.

O corpo da vitima após os procedimentos de rigor foi encaminhado ao IML do Hospital Regional de Pedro Juan Caballero na fronteira com Ponta Porã a espera de seus familiares.

pontanews

Pagina 1 de 72

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top