Salvar

Salvar

Redação 2

Nasceu na última quarta-feira (19) o filho do jogador, Thiaguinho, morto no acidente aéreo da Chapecoense, em novembro de 2016. Em publicação no instagram a viúva do jogador, Graziele, postou a foto do bebê, que levou o nome do pai, que morreu aos 22 anos, quando Graziele estava com um mês de gravidez. Com um texto emocionante, Graziele fala do nascimento do filho:

- Meu filho,e então você chegou,como é bom sentir seu rostinho,sentir um pedacinho do seu papai junto comigo,que emoção meu filho, Mamãe te ama mas que tudo,e tenho certeza que o seu pai esteve,com a gente no momento da sua chegada,e estará conosco por todos os dias da nossa vida!!!Obrigado Senhor por este presente lindo, Obrigado por cuidar de cada detalhe com tanto carinho,tu és maravilhoso meu Deus!!! #19dejulho #Diaprecioso#Meuprincipechegou #Pedacinhodopapai #Minhavida #GratidãoaDeus

A fanpage @prasempre_chape, feita em homenagem às vítimas do acidente, também publicou sobre o nascimento de Tiago:

- NASCEU, NASCEU!!! Chegou o dia tão esperado por todos nós, o nascimento do pequeno Tiago! Hoje um anjo chega à Terra, e enviado de seu próprio pai, que também é um anjo e hoje você no céu... Não tenho dúvidas de que esse dia é muito especial... Com a chegada do Tiaguinho conseguimos sentir e herdar um pedaço do guerreiro que foi o pai dele, matar a saudade e aliviar em partes essa angústia e essa ferida no coração! Tiago, bebê que nos traz alegria, que traz motivos para continuar a viver ? Seja bem-vindo meu amor! Que tenhas muita saúde, porque amor é o que não vai faltar em tua vida! Obrigada por nos proporcionar tanta felicidade, tenho certeza que teu pai está muito orgulhoso lá de cima, e que jamais vai deixar de te acompanhar! Família abençoada

Tiaguinho soube que seria pai uma semana antes do acidente que causou sua morte e de outras 70 pessoas, dentre eles tripulantes, dirigentes, jogadores e jornalistas. Após o acidente, a família divulgou um vídeo do momento em que Tiaguinho descobriu que seria pai. Na imagem, o atacante recebe um presente, enviado pela esposa, com um cartão contando da gravidez e comemora com os amigos.

LANCE

O Corpo de Bombeiros se desloca neste momento para atender acidente entre veículos próximo a Usina de Vicentina.


As primeiras informações que chegam a reportagem do Site Vicentina Online são de que a colisão envolveu uma caçamba carregada com pedra e uma caminhonete de uma empresa de móveis que tem filial em Vicentina e matriz em Fátima do Sul.


Há uma vítima presa ás ferragens. Retorne daqui a pouco para mais informações.

VICENTINA OLINE

 

Pelo menos 28 pessoas morreram e seis ficaram feridas após o ônibus onde viajavam cair em um penhasco no estado de Himachal Pradesh, no norte da Índia, informou nesta quinta-feira (20) uma fonte oficial.

O acidente aconteceu na cidade de Khanetri, no distrito de Shimla, quando o veículo que fazia o trajeto entre as cidades de Reckong Peo e Solan, disse assistente de sub-inspetor do distrito de Shimla, Shashi P.

O ônibus saiu da estrada e rolou por cerca de 300 metros, até cair em um rio e ficar completamente destruído, afirmou. "Ainda não sabemos se foi falha mecânica ou erro humano. Temos agentes investigando as causas do fato", disse a oficial, afirmando que os serviços de resgate já tinham conseguido salvar os seis feridos, mas que o estado de saúde deles é desconhecido.

Os acidentes de trânsito são habituais na Índia, em muitos casos ocasionados pelo mau estado das infra-estruturas e falta de respeito dos motoristas pelas leis de trânsito.

A precariedade das estradas, a má condição dos veículos, o excesso de passageiros e a condução imprudente fazem com que os acidentes sejam ainda mais frequentes na região do Himalaia.

Em um dos últimos acidentes graves no país, pelo menos 44 pessoas morreram ao cair um ônibus em um barranco também no estado de Himachal Pradesh.

G1 

 

A Justiça americana condenou uma mulher pela morte do seu marido, em um crime aparentemente testemunhado pelo papagaio da vítima. Martin Duran, de 46 anos, foi encontrado morto com cinco tiros na casa onde morava com a sua mulher, Glenna Duram, de 49 anos. Dois anos após a instauração do inquérito, a americana foi declarada culpada.

O crime aconteceu em maio de 2015. Glenna ficou baleada na cabeça, mas sobreviveu. Desde o início, ela negou a responsabilidade pelo assassinato, mas, nesta quarta-feira (19), após oito horas de deliberação, um júri a considerou culpada. De acordo com a decisão, ela atirou no marido e depois disparou contra a própria cabeça, apenas se ferindo.

Após a morte de Martin, a "guarda" do papagaio, chamado Bud, ficou a ex-mulher do americano, Christina Keller. De acordo com ela, depois do assassinato, a ave repetia frequentemente a frase "Não atire, porra!" ("Don't fuckin shoot"), enquanto imitava a voz de seu dono.

O "testemunho" do papagaio não foi usado durante o processo judicial. Mas, segundo a emissora britânica BBC, os pais da vítima afirmaram que aceitaram a possibilidade de o papagaio ter escutado o casal discutir e que, por isso, passou a repetir as últimas palavras do dono.

Ontem, um júri levou oito horas para elaborar a decisão que considerou Glenna Duram culpada pela morte de Martin Duram. A sentença da americana será proferida no próximo dia 28 de agosto, mas ela deve ser condenada à prisão perpétua. "Eu fico magoada que ambas famílias precisaram passar por isso, porque nós costumávamos ser próximos e acampávamos juntos", disse a mãe de Martin, Lillian Duram, à "FOX News".

"Dois anos é muito tempo para esperar pela Justiça. Se sentar lá (no tribunal) e vê-la sem expressar emoções ao olhar para as fotos (do crime), meio que machuca também", acrescentou.

O advogado de defesa, Mark Miller, disse que considera apelar o veredicto. "Obviamente nós respeitamos a decisão do júri, esse é nosso sistema legal", afirmou. "Não é o resultado que queríamos, mas respeitamos a decisão do júri", contou à emissora americana.

"Eu pessoalmente acho que ele estava lá, se lembra do que houve e fica dizendo isso", havia dito o pai de Matin, pouco depois do crime, à mídia local. Lillian completou a fala dele dizendo: "Aquela ave pega tudo, qualquer coisa, e acabou ficando com a boca suja". Ela se referiu ao palavrão que o papagaio diz na frase em inglês.

Um promotor no estado de Michigan inicialmente considerava que os sons emitidos pela ave pudessem ser usadas como evidência no caso do assassitado de Martin, mas depois abandonou a ideia. Ele justificou que não era provável chamar o papagaio para testemunhar perante o júri.

 

Mais de 200 mil empregadores têm pendências com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), segundo informações da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN). A dívida total soma o montante de R$ 24,7 bilhões, afetando mais de 8 milhões de trabalhadores.

O número leva em conta todos os devedores do FGTS, tanto os que ainda podem ser cobrados quanto os que tiveram a exigibilidade suspensa por algum motivo. Considerando as entidades que possuem dívidas exigíveis, o total de devedores é de mais de 187 mil. Desse montante, 307 são órgãos de administração pública, como prefeituras.

Muitos trabalhadores só descobriram que seus empregadores não depositaram o dinheiro do fundo quando tentaram sacar o FGTS de contas inativas. A lista de devedores é pública e pode ser acessada neste link da PGFN. Se tiver depósitos a receber, o trabalhador pode tentar reaver o dinheiro.

Conforme informações, as 20 empresas com as dívidas mais altas somam cerca de 8% do valor total atrasado que é devido ao FGTS, com quase R$ 2 bilhões. Entre elas, pelo menos 10 estão falidas. Algumas estão em recuperação judicial.

G1

Pagina 1 de 90

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top