Salvar

Salvar

Redação

Informação faz parte do conteúdo da delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista

Os donos da JBS disseram em delação à Procuradoria-Geral da República (PGR) que gravaram o presidente Michel Temer dando aval para comprar o silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ), depois que ele foi preso na operação Lava Jato. A informação é do colunista do jornal "O Globo" Lauro Jardim.

Segundo o jornal, o empresário Joesley Batista entregou uma gravação feita em março deste ano em que Temer indica o deputado Rodrigo Rocha Lourdes (PMDB-PR) para resolver assuntos da J&F, uma holding que controla a JBS. Posteriormente, Rocha Lourdes foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil, enviados por Joesley.

Em outra gravação, também de março, o empresário diz a Temer que estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada para que permanecessem calados na prisão. Diante dessa informação, Temer diz, na gravação: "tem que manter isso, viu?"

Na delação de Joesley, o senador Aécio Neves (MG), presidente do PSDB, é gravado pedindo ao empresário R$ 2 milhões. A entrega do dinheiro a um primo de Aécio foi filmada pela Polícia Federal (PF). A PF rastreou o caminho do dinheiro e descobriu que foi depositado numa empresa do senador Zeze Perrella (PSDB-MG).

Nem Temer nem Aécio se manifestaram ainda sobre a declaração.

O colunista conta que os irmãos Joesley e Wesley Batista estiveram na quarta-feira passada no Supremo Tribunal Federal (STF) no gabinete do ministro relator da Lava Jato, Edson Fachin – responsável por homologar a delação dos empresários. Diante dele, os empresários teriam confirmado que tudo o que contaram à PGR em abril foi de livre e espontânea vontade.

Joesley contou ainda que seu contato no PT era Guido Mantega, ex-ministro da Fazenda de Lula e Dilma Rousseff. Segundo "O Globo", o empresário contou que era com Mantega que o dinheiro da propina era negociado para ser distribuído aos petistas e aliados, e também era o ex-ministro que operava os interesses da JBS no BNDES.

CUNHA

Joesley disse na delação que pagou R$ 5 milhões para Eduardo Cunha após sua prisão na Lava Jato. O valor, segundo o jornal, seria referente a um saldo de propina que o deputado tinha com o empresário. Joesley Batista disse ainda que devia R$ 20 milhões por uma tramitação de lei sobre a desoneração tributária do setor de frango.

Fonte: G1

O amor de um cachorrinho pelo seu dono está sensibilizando internautas. O pequeno Tony viu o dono, Jesus Hueche, cair de uma árvore e ficar inconsciente. Para protegê-lo, o animal se recusou a abandoná-lo, mesmo quando equipes de emergência socorreram o argentino morador de Bahía Blanca, onde o acidente aconteceu.

Em fotos compartilhadas em uma rede social, a Defesa Civil de Bahia Blanca compartilhou diversas fotos do animal "abraçado" ao seu dono inconsciente.

Hueche estava em um árvore na frente de sua casa, quando sofreu a queda. Ele bateu com a cabeça no pavimento e desmaiou. Ele logo foi amparado pelo cachorro. Vizinhos, então, chamaram as equipes de socorro.
Mesmo quando o homem foi colocado em uma ambulância, o cãozinho fez questão de segui-lo e ficar ao seu lado. Por sorte, Hueche acordou horas depois e pôde deixar o hospital para onde foi levado ao lado de seu fiel escudeiro.

"Ele (Tony) vai para onde eu vou. Ele fica ao meu lado na cama até que minha mulher o expulse. Um dia eu o vi na rua e o adotei. Para mim, ele é como um filho", disse o argentino à rádio local "La Brujula 24".

 

Fonte: Extra

Uma noticia triste marca à manhã desta quarta-feira (17) em Ivinhema, no qual faleceu o bancário e vereador Valdir Kuhnen de 52 anos, o popular Valdir da Caixa.

Conforme apurou o Site Ivinoticias, Valdir Kuhnen sempre teve o sonho de ser vereador no município de Ivinhema e no ultimo ano conseguiu se eleger com 356 votos, logo após descobriu que estava com um câncer e desde então iniciou o seu tratamento, mas infelizmente não resistiu e morreu na manhã de hoje.

Valdir Kuhnen estava realizando seu tratamento em Barretos-SP e seu corpo deverá chegar em Ivinhema nas próximas horas.

Valdir por muitos anos foi bancario da Caixa Economica Federal, onde se destacava com seu atendimento, o mesmo deixou sua família com esposa e duas filhas.

LUTO OFICIAL

O presidente da câmara de Ivinhema, Junior do Posto lamentou a morte do companheiro e destacou que o munícipio já esta em luto, o prefeito esta em Brasília-DF, mas já esta retornando para o município.

Fonte: Ivinoticias

Seis dos 26 passageiros que estavam em um ônibus que tombou

Seis dos 26 passageiros que estavam em um ônibus que tombou na noite desta segunda-feira (15), na BR-060, em Camapuã - município localizado a 133 km de Campo Grande – ainda estão internados na Santa Casa da Capital.

De acordo com o hospital, entre os pacientes há quatro mulheres e dois homens. Uma gestante, de 34 anos, está internada no Prontomed, mas passa bem. Uma mulher, de 54 anos, teve fratura no cotovelo e outra na clavícula. Já a quarta mulher, de 38 anos, está aguardando para passar por cirurgia no punho direito.

Um homem de 54 anos e outro de 65, continuam internados, em observação.

Acidente - De acordo com o site Idest, chovia no momento do acidente e a PRF (Polícia Rodoviária Federal) teve que interditar a rodovia no trecho do KM 220. Bombeiros da Capital foram auxiliadas por equipes de Camapuã e São Gabriel do Oeste no resgate.

O veículo que tombou pertence a Viação Cruzeiro do Sul, que entrou em contato com a reportagem. Segundo o diretor da empresa, César Possari, equipes da empresa e da seguradora já se deslocaram para a Camapuã.

"Graças a Deus não teve óbito. Estamos prestando todo atendimento necessários para os passageiros e acompanhando a situação", comenta Possari. No momento do acidente, chovia bastante, além de que o local do tombamento está em obras.

Nas imagens do site Idest é possível ver que a pista está cheia de barro. "O ônibus deslizou nesse barro vermelho, que tomou conta a pista. O barro juntou com a água da chuva e fez o ônibus deslizar", explica o diretor da Cruzeiro do Sul.

"Pessoas que passaram pouco antes pelo local contam que deslizaram de camionete nesse mesmo ponto, mas conseguiram controlar o veículo e evitam um acidente. O local não estava bem sinalizado", completa Possari.

Fonte: Campo Grande News

Decisão havia sido tomada no processo em que o ex-presidente é réu, junto com mais seis pessoas, acusado de tentar obstruir a Lava Jato

A Segunda Instância da Justiça Federal em Brasília derrubou nesta terça-feira (16) a decisão que suspendeu, na semana passada, as atividades do Instituto Lula. A decisão atendeu a um recurso protocolado pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e foi proferida pelo desembargador Névton Guedes.

A decisão em que as atividades foram suspensas por determinação do juiz Ricardo Augusto Soares Leite, substituto da 10ª Vara Federal de Brasília, foi tomada no processo em que o ex-presidente é réu, junto com mais seis pessoas, acusado de tentar obstruir as investigações da Operação Lava Jato.

Inicalmente, o magistrado informou que a decisão tinha sido tomada a pedido do Ministério Público Federal (MPF). No entanto, no dia seguinte, a Justiça Federal informou que a decisão foi tomada pelo juiz por conta própria.

Dessa maneira, Leite agiu “de ofício”, ou seja, sem provocação da defesa ou da acusação. Ele justificou a medida com base no Artigo 319 do Código do Processo Penal (CPP), que prevê a “suspensão do exercício de função pública ou de atividade de natureza econômica ou financeira quando houver justo receio de sua utilização para a prática de infrações penais”.

O desembargador Guedes entendeu que a suspensão das atividades do instituto, concedida pelo juiz da primeira instância, não poderia ter sido decretada de forma unilateral, sem solicitação do Ministério Público.

"Dificilmente os danos eventualmente causados ao paciente [Lula] e ao Instituto Lula poderiam ser revertidos, sendo essa mais uma razão para que a medida cautelar não tivesse sido deferida na primeira instância, muito menos de ofício. E sendo também essa uma razão para que, de imediato, lhe seja imposto a competente eficácia suspensiva para fazer cessar seus efeitos deletérios", decidiu.

Fonte: Band

Pagina 8 de 132

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top