Salvar

Salvar

Televisão (42)

O apresentador Silvio Santos, dono do SBT, parece estar vivendo uma maré de azar. Após não conseguir frear o carro e sofrer pequeno acidente, no último dia 11 de maio, Silvio Santos deu mais um susto ao passar mal durante as gravações. Ele estava jogando dinheiro à plateia, como costuma fazer quando está no ar, mas de repente se sentiu mal e gritou “Fabiano!” (diretor do programa). O dono do SBT abaixou a cabeça e pôs as mãos nos olhos, e logo a produção entrou e o retirou do palco, de acordo com o TV Foco.

O apresentador foi para o camarim com uma crise severa de labirintite. Por lá, já o esperavam dois médicos, que lhe atenderam. Silvio comeu alguma coisa e foi medicado.

Passados 40 minutos, com todo mundo achando que as gravações tinham sido canceladas, Silvio volta para o palco. Liminha pergunta se ele havia melhorado e Silvio nem dá atenção. Em seguida, pergunta onde tinha parado, e continua normalmente com as atrações, jogando seus aviõezinhos.

Plantão Angélica

Jornalista repercutia notícia de gravação de Temer dando aval para que fosse comprado silêncio Cunha

A imagem da repórter Zileide Silva, da Rege Globo, tendo atrás uma mulher com um cartaz escrito "Eu votei na Dilma", repercutiu nas redes sociais nesta quarta-feira (17).

Zileide apareceu ao vivo, em Brasília, repercutindo a notícia de que uma reportagem do colunista Lauro Jardim e de Guilherme Amado, do jornal O Globo, afirmava que o presidente Michel Temer havia sido gravado já durante o mandato pelos donos da JBS, os irmãos Joesley e Wesley Batista, dando aval para que fosse comprado o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB), preso na Lava Jato.

Atrás da jornalista, uma mulher aparecia com um cartaz onde estava escrito "Eu voltei na Dilma". A imagem ficou no ar durante toda a transmissão ao vivo de Zileide, e acabou compartilhada por inúmeros internautas nas redes sociais.

Fonte: Jornal do Brasil

A foto de um bebê dormindo acomodada em uma cama com uma coberta de lã e várias almofadas foi compartilhada milhares de vezes e causou polêmica entre os internautas. Será que você consegue identificar o que há de errado na imagem abaixo?

A foto foi publicada pela página do Facebook “Kandica Emeklerim”, que divulga trabalhos manuais, com o objetivo de mostrar a manta de lã feita à mão. No entanto, o que chamou atenção e incomodou as pessoas foi a quantidade de acessórios no berço da criança e, de acordo com elas, a falta de segurança que isso indica ao bebê.

Cerca de 10 mil pessoas comentaram na publicação e se revoltaram com a situação em que a criança foi colocada. “Tudo nesse berço representa perigo de sufocamento e estrangulamento! Claro que é bonito, mas eu não arriscaria a vida da minha filha para que ela pudesse dormir em coisas bonitas”, escreveu uma internauta.

A Sociedade Brasileira de Pediatria posiciona-se contra o uso de cobertas e almofadas, já que podem causar sufocamentoReprodução/Facebook

A Sociedade Brasileira de Pediatria posiciona-se contra o uso de cobertas e almofadas, já que podem causar sufocamento

“O design é muito bonito, mas crianças com menos de seis meses podem se sufocar já que ainda não conseguem se virar. Elas podem ficar enroscadas em tudo isso. Por favor, tenha cuidado”, completou outra. No geral, os internautas reconhecem o trabalho manual da mãe, mas alertam para os perigos de colocar a criança em um berço com tantos acessórios.

Cuidados

Os internautas estão certos em ficarem preocupados. A quantidade de acessórios presentes no berço da criança realmente apresenta um risco à segurança dela. A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) aponta uma série de pontos que devem ser seguidos para garantir que o berço do bebê seja seguro.

De acordo com a SBP, móbiles não devem ser deixados ao alcance da criança, já que há risco de o brinquedo cair enquanto ela tenta alcançá-lo. Além disso, eles posicionam-se contra o uso de almofadas e cobertas como aquelas da foto – que podem cobrir o rosto da criança e causar sufocamento. Por fim, recomenda-se que os bebês sempre fiquem com a barriga para cima e com a cabeça para cima ou para o lado.

IG

Ana Maria Braga e Tais Araújo estão sabendo valorizar — e esticar — a repercussão da cena em que a atriz se recusou a provar um nhoque de abóbora no Mais Você, o matutino da Globo. Era uma bobagem: Tais não gosta de abóbora e explicou isso à apresentadora. Mas, com apoio do parceiro Louro José, Ana Maria fez troça e criou uma polêmica vazia, digna de redes sociais — onde, é claro, bombou “Nunca vi alguém chegar na casa dos outros e se recusar a comer”, disse. “Que desfeita”, emendou o papagaio. Depois de virar meme, Tais e Ana Maria trocaram mensagens no mesmo tom de falsa ofensa pelas redes sociais, e voltaram ainda uma vez ao tema na manhã desta terça, em que a apresentadora leu no ar um bilhete da atriz. Fofa, pero no mucho, Tais dizia que estava mandando brigadeiros e doces de abóbora para a equipe “incrível” do Mais Você. Os brigadeiros, claro, eram para ela mesma comer numa nova visita ao programa.

Depois de agradecer, Ana Maria lançou a deixa para continuar com a rusga de mentirinha. “A gente aqui tem melhores, Tais”, disse, se referindo ao doce de chocolate. A sequência pode ser conferida aqui. “E para com esse bullying com a minha abóbora, que ela nem dormiu essa noite!”, disse ainda a meiga Namaria.
 
veja

Demorou 20 anos, mas chegou o momento do tão esperado “sim”. Depois de tanto tempo juntos, Nana Magalhães sempre sonhou ter uma cerimônia de casamento com o marido, Tiririca. O sonho foi realizado nesta semana em Fortaleza, onde vive o casal

 “Realizamos o sonho do casal de ter uma cerimônia linda, depois de 20 anos de convivência. Ele achou que iria participar de uma surpresa para um fã que se casaria no dia, qdo as portas se abriram percebe a família toda reunida e a emoção toma conta de todos. Incluindo eu, que estou uma manteiga derretida”, escreveu Nana no 

A cerimônia foi uma surpresa para o humorista e promovido por Eliana, e levou Tiririca às lágrimas.

A noiva, Nana Magalhães, chama atenção por sua beleza e tem feito sucesso nas redes sociais com as selfies que posta.

EXTRA

Internado há 49 dias no CTI da Casa de Saúde São José, no Humaitá (RJ), desde que sofreu um AVC (Aneurisma Vascular Cerebral) hemorrágico, Arlindo Cruz já emagreceu 30 quilos. Submetido a uma cirurgia de traqueostomia, procedimento que permite a respiração por meio da garganta, o sambista se alimenta por sonda, o que causa o emagrecimento drástico.

Consciente, Arlindo deve ser transferido até o fim desta semana para a unidade semi-intensiva, onde continuará sua recuperação. Arlindo respira sem ajuda dos aparelhos, responde a estímulos, embora apresente sequelas.

“Ele está com o lado esquerdo paralisado, mas acreditamos que terá uma vida ativa, nem que que continue compondo e tocando em casa, longe dos palcos”, explica o filho, Arlindinho.

No próximo dia 20 de maio, a família de Arlindo realizará uma missa, em Realengo, em benefício ao restabelecimento do cantor.

“Será uma corrente. Os fãs perguntam quando ele voltará aos shows e será uma oportunidade para conversarmos com eles e orarmos. Muita gente não tem noção do estado do meu pai. Ele é uma pessoa muito religiosa e isso contribuirá para sua melhora”, acredita Arlindinho.

EXTRA

Internado há 49 dias no CTI da Casa de Saúde São José, no Humaitá (RJ), desde que sofreu um AVC (Aneurisma Vascular Cerebral) hemorrágico, Arlindo Cruz já emagreceu 30 quilos. Submetido a uma cirurgia de traqueostomia, procedimento que permite a respiração por meio da garganta, o sambista se alimenta por sonda, o que causa o emagrecimento drástico.

Consciente, Arlindo deve ser transferido até o fim desta semana para a unidade semi-intensiva, onde continuará sua recuperação. Arlindo respira sem ajuda dos aparelhos, responde a estímulos, embora apresente sequelas.

“Ele está com o lado esquerdo paralisado, mas acreditamos que terá uma vida ativa, nem que que continue compondo e tocando em casa, longe dos palcos”, explica o filho, Arlindinho.

No próximo dia 20 de maio, a família de Arlindo realizará uma missa, em Realengo, em benefício ao restabelecimento do cantor.

“Será uma corrente. Os fãs perguntam quando ele voltará aos shows e será uma oportunidade para conversarmos com eles e orarmos. Muita gente não tem noção do estado do meu pai. Ele é uma pessoa muito religiosa e isso contribuirá para sua melhora”, acredita Arlindinho.

EXTRA

Cantor cearense faleceu no município de Santa Cruz

Faleceu aos 70 anos o cantor cearense Belchior, na madrugada deste domingo, 30, em Santa Cruz, no Rio Grande do Sul. As informações são do jornal O Estado de São Paulo.

Conforme o jornal, a família do cantor já comunicou o governo do Ceará, em pedido para realizar o translado do corpo para a cidade de Sobral, no Ceará, onde ele nasceu e será enterrado. O governo do Ceará decretou luto de três dias no Estado pela morte de Belchior.

Antônio Carlos Gomes Belchior Fontenelle Fernandes, conhecido como Belchior, fez fama nos anos 70 com álbuns como Elogio da Loucura (1988) e Vício Elegante (1996).
Belchior nasceu numa família simples no interior do Ceará. Foi o mais bem-sucedido entre 23 irmãos. Estudou medicina na capital, é o que explica a Revista Época, em 2013, após o desaparecimento de 5 anos do cantor.

Ele abandonou o curso depois de quatro anos, para ingressar na carreira artística. Estourou nos festivais na década de 1970 e compôs músicas com letras poderosas, como “A palo seco”. Seus sucessos foram gravados por Elis Regina, Jair Rodrigues e Roberto Carlos. Belchior é um artista com vasta cultura, domina cinco idiomas, conhece filosofia e gosta de física quântica. Até os anos 2000, lançava em média um disco por ano.

Nos últimos anos, viveu escondido com Edna em Porto Alegre. Foi procurado pela polícia, alvo de dois mandados de prisão pelo não pagamento de pensões alimentícias. Uma devida à ex-mulher Ângela, com quem tem dois filhos já maiores de idade, e outra à mãe de uma filha de 19 anos que teve fora do casamento.

 

 

Cantor tratava um câncer, ele foi internado recentemente após sofrer uma trombose

O cantor Jerry Adriani, ídolo da Jovem Guarda, morreu neste domingo (23) no Rio de Janeiro. Ele enfrentava um câncer e esteva internado no Hospital Vitória, na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

O cantor também sofreu recentemente uma trombose em uma das pernas. Ele faleceu às 15h30. A família confirmou a morte do artista, mas ainda não deu informações sobre horário e local do enterro.

Ícone da Jovem Guarda, Jair Alves de Souza nasceu em 29 do janeiro de 1947, no bairro do Brás, em São Paulo.

Adotou o nome artístico de Jerry Adriani quando começou sua carreira como cantor, em 1964. O primeiro disco foi "Italianíssimo", quando cantava músicas em italiano, algo que seguiu fazendo em toda a carreira.

Em 1965, o cantor passou a gravar em português, com músicas reunidas no disco "Um grande amor".

Carreira na TV e no cinema

Também na década de 60, virou apresentador do programa “Excelsior a Go Go”m da TV Excelsior. O programa coapresentado por Luiz Aguiar era um musical com apresentações de artistas como Os Vips, Os Incríveis e Cidinha Santos.

Outro programa musical que ele comandou foi A Grande Parada, no ar pela TV Tupi em 1967 e 1968. Ele era um dos apresentadores ao lado de Neyde Aparecida, Zélia Hoffmann, Betty Faria e Marilia Pera.

Além da TV, Jerry se aventurou pelo cinema. Ele cantou e atuou em “Essa Gatinha a Minha” (com Peri Ribeiro e Anik Malvil); “Jerry, A Grande Parada”; e “Jerry em busca do tesouro” (com Neyde Aparecida e os Pequenos Cantores da Guanabara).

Parceria com Raul Seixas

Jerry Adriani também aproveitou de sua fama para dar apoio a novos artistas. Ele, por exemplo, foi um dos primeiros a incentivar um então pouco conhecido Raul Seixas.

Raulzito e os Panteras atuaram como banda de apoio de Jerry por três anos. O cantor gravou músicas de Raul (”Tudo que é bom dura pouco”, “Tarde demais” e “Doce doce amor”) e foi produzido pelo maluco beleza entre 1969 e 1971.

Depois da TV e do cinema, Jerry tentou a sorte no teatro. Em 1975, participou do musical “Brazilian Follies”, tendo ficado um ano e meio em cartaz.

Após essa experiência, ele seguiu fazendo shows e gravando discos. Em 1985, lançou "Tempos Felizes", com regravações dos tempos de Jovem Guarda.

No inicio da década de 90, Jerry se dedicou a um disco sobre as origens do rock, com o nome "Elvis Vive". Em 1994, participou da novela “74.5 uma onda no ar”, exibida pela TV Manchete. Um ano depois, fez shows para comemorar os 30 anos da Jovem Gurda e participou como convidado especial de uma coletânea do estilo.

Em 1996, voltou à música italiana, com o disco CD “IO”. Em 1997, teve duas músicas em trilhas de novelas da Globo. "Engenho" fez parte da trilha de "A Indomada", e “Con Te Partiró" foi parar na trilha de "Zazá".

Versões de Legião Urbana

Também na década de 90, saiu o disco "Forza Sempre" (1999). O trabalho tinha apenas músicas da Legião Urbana regravadas em italiano.

Foi um dos maiores sucessos da carreira de Jerry Adriani desde os tempos da Jovem Guarda. De acordo com o site oficial do cantor, bateu a marca de 200 mil cópias. De quebra, "Santa Luccia Luntana" foi bastante tocada na novela "Terra Nostra".

O primeiro DVD da carreira foi gravado em 2007, no Canecão, no Rio. “Jerry Adriani Acústico Ao Vivo” trouxe sucessos e inéditas em formato acústico. Em 2011, lançou o CD “Pop, Jerry & Rock”, incluindo homenagem para Raul Seixas e Tim Maia na música “2012”. A ideia de cantar outros ícones da músicas brasileira e do rock rendeu ainda o show “Jerry toca Raul & Elvis”.

Em 2014, Jerry Adriani completou 50 anos de carreira. Ele seguia em turnê pelo Brasil

 

G1

Para vencer o "BBB 17", a gêmea Emilly Araújo contou com um exército de torcedores fora da casa. Uma dessas fãs é a aposentada Luciene Santiago de Souza, de 52 anos, que afirma ter gastado R$ 1.200 em ligações e SMS votando para a gaúcha ganhar. "Gastei, votei e não me arrependo. Meu marido até parou de falar comigo", conta.

Moradora do bairro de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, Luciene foi até o hotel em que Emilly estava hospedada no Rio para conhecer pessoalmente a ex-BBB. O encontro emocionado foi registrado numa rede social da aposentada.

"Fui no hotel, ela me beijou, abraçou muito e falou que me ama", entrega Luciene, ainda bastante emocionada.

A emoção da aposentada tem um motivo. Luciene ainda tenta superar a perda da filha, Maria Clara, que morreu há quatro meses, aos 19 anos, após lutar contra uma leucemia. Segundo ela, a jovem parecia bastante com a campeã do 'BBB 17".

"A Emilly me fez voltar a viver. Quando eu a vi no programa, lembrei logo da minha filha que morreu. A Maria Clara era abusada que nem ela. Só voltei a viver depois que comecei a a assistir ao 'Big Brother”, disse, sem querer entrar em detalhes. A aposentada garantiu, no entanto, que não pretende pedir nada à milionária Emilly.

extra

Pagina 1 de 3

Template Settings

Theme Colors

Blue Red Green Oranges Pink

Layout

Wide Boxed Framed Rounded
Patterns for Layour: Boxed, Framed, Rounded
Top