Juliana Paes conta que não conseguiu ficar em pé na cena que revela parentesco em ‘A dona do pedaço’

Entretenimento Televisão
Vivi e Maria da Paz descobrem que são da mesma família em “A dona do pedaço” Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação

Juliana Paes não conseguiu se manter em pé. Paolla Oliveira ficou mexida após terminar a cena. As reações que as intérpretes de Maria da Paz e Vivi, respectivamente, tiveram ao gravar o tão esperado encontro entre tia e sobrinha em “A dona do pedaço”, mostram o quanto as duas atrizes ficaram impactadas com o fim da procura das personagens por seus parentes de mais de 20 anos.

— Era um encontro esperado por nós também. A gente vai relembrando a trajetória das personagens e revivendo um pouco tudo para chegar na emoção esperada para esse encontro — afirma Paolla: — Foi uma delícia fazer uma cena tão delicada como essa. Era um pedaço da história delas que faltava.

 
O abraço entre a boleira e Vivi é marcante não só para as personagens e atrizes como para o público, que ansiava por esse momento. Juliana, inclusive, diz que a sequência a tocou tão profundamente que, ao final, ela teve que pedir para sentar.
Maria da Paz descobre que é tia de Vivi e Fabiana em
Maria da Paz descobre que é tia de Vivi e Fabiana em “A dona do pedaço” Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação
 

— Pedi uma cadeira, porque não estava conseguindo ficar de pé (risos). Houve um momento mágico nessa cena. Eu já a tinha estudado, mas refazendo percebi o quanto foi prazeroso dizer para Vivi o nome da mãe dela e contar o quanto ela era corajosa. Minha boca encheu d’água para contar isso a ela — analisa a atriz.

Reconhecidamente uma intérprete que tem facilidade de deixar a emoção fluir, Juliana não descarta a técnica na atuação, mas em determinados momentos, segue seu instinto.

— As pessoas me reconhecem pelo meu lado mais passional, sou uma atriz intuitiva, gosto de me jogar em cena. E raramente erro ao confiar nisso. Então, outro momento da cena que me arrepiou foi Vivi contar dos gritos na praia, quando a mãe dela a mandou correr para não ser morta. Maria da Paz não sabia, nunca tinha escutado esse relato. Ela ouvir isso da boca da sobrinha me bateu fresco, doído — analisa a artista.

Ainda falta estar com Fabiana (Nathalia Dill) na posição de tia. Porém, o encontro não será recheado de tanto carinho como foi com a it girl, já que a vilã virá com pedras na mão (veja ao lado).

Rixa que nem o sangue aplaca

Fabiana e Maria da Paz são, respectivamente, sobrinha e tia em
Fabiana e Maria da Paz são, respectivamente, sobrinha e tia em “A dona do pedaço” Foto: Raquel Cunha/Rede Globo/Divulgação
 

Maria da Paz vai com o coração aberto conversar com Fabiana, já na condição de tia. A boleira conta o quanto procurou pelas sobrinhas, até detetive contratou. E para selar a paz entre elas, faz uma proposta: “Você tem o meu sangue, eu tenho seu sangue. Me deixa voltar como sócia, eu dou minha nova confeitaria… A gente toca essa fábrica juntas”, diz Maria, decidida a esquecer o documento perdido que lhe dá o direito de reaver o estabelecimento.

Irritada, Fabiana pergunta se a tia a vê como idiota: “Eu não fui no encontro que a Vivi promoveu. Sabe por quê? Porque eu sabia que você vinha com essa conversa de família e que a fábrica ia entrar no meio dessa conversa”. A boleira ainda tenta comovê-la, fazendo-a lembrar das músicas que cantava para ela. “Quando era menina, eu te punha no meu colo, cantava: ‘Ciranda, cirandinha, vamos todos cirandar…’’’.

A vilã quase se entrega por um momento. “Essa música. Agora eu lembro das suas mãos… tia’’, diz, comovida, para logo tirar as mãos de Maria da Paz: “A fábrica é minha, não vou cair nessa história de parentesco. Fora daqui”, brada a megera.

Fonte: Extra.globo

Please follow and like us:
error20