Polícia investiga técnico de enfermagem suspeito de estuprar pacientes em posto de saúde de Campo Grande

Policiais

Profissional de enfermagem mandou avó sair de perto e obrigou paciente a fazer sexo oral

Um técnico de enfermagem foi preso nesta segunda-feira (27), quando chegava ao trabalho em uma unidade básica de saúde, na Vila Margarida acusado de estuprar duas pacientes, de 14 e 15 anos, além de abusar de colegas de trabalho e acompanhantes de pacientes.

A avó de uma menina de 14 anos procurou a delegacia depois da neta contar que foi estuprada pelo técnico de enfermagem, assim, que saiu da sala para comprar comida para a menina, na última quarta-feira (22). Após a saída da avó da garota, o técnico de enfermagem trancou a porta onde a paciente estava tomando soro e obrigou a vítima a fazer sexo oral nele.

A delegada Anne Karine da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) disse que o profissional é suspeito de seis estupro, e que a prisão preventiva dele já teria sido pedida. Segundo a delegada espera-se que mais vítimas façam denúncia, já que o técnico teria trabalhado anteriormente na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Almeida. Ele teria estuprado outra paciente de 15 anos e abusado de colegas de trabalho.

Após o registro do boletim de ocorrência contra ele feito pela avó da menina, o profissional que é contratado desde setembro de 2018 por processo seletivo da secretaria, deve responder a um procedimento administrativo instaurado pela Sesau (Secretaria Estadual de Saúde).

A Sesau em nota afirmou ter afastado o funcionário até o fim das investigações. Confira a nota na íntegra:

O servidor era lotado na UBS Lar do Trabalhador e realizava plantões na UPA Vila Almeida. A SESAU tomou ciência de queixas de assédio contra o servidor na última quinta-feira e imediatamente o afastou de suas funções na assistência e suspendeu os plantões eventuais o realocando no setor de Almoxarifado, onde ele não teria contato com o público. Diante do fato, foi aberto um processo de sindicância administrativa que correrá paralelo às investigações da polícia a fim de deliberar sobre as devidas sanções ao servidor.

O técnico de enfermagem já tem passagens por estupro, neste no ano de 2019 contra a ex-esposa, tentativa de homicídio e posse ilegal de arma de fogo.

Fonte: Midiamax

Please follow and like us:
error