Goiás vence o Botafogo com gol de Kayke nos minutos finais

Brasileirão

Jogo terminou em 1 a 0

O empate sem gols entre Goiás e Botafogo persistia até os 42min do segundo tempo, mas um gol de Kayke, de cabeça, sacramentou a vitória esmeraldina por 1 a 0 no estádio Serra Dourada, neste domingo (19).

Os donos da casa tomaram a iniciativa das ações ofensivas, mas foram parados pelas intervenções de Gatito Fernández e também pela falta de capricho na hora de concluir em gol. Não fosse pela cabeçada certeira do atacante, a equipe sairia de campo com um gosto amargo pelo empate. Sem inspiração, o Botafogo teve a bola, mas não foi efetivo em Goiânia.

Na próxima rodada, o clube carioca encara no sábado o Palmeiras, 16h, no Mané Garrincha, visto que a direção alvinegra decidiu vender o mando da partida. Os goianos, por sua vez, visitam na próxima segunda-feira o CSA, 20h, no Rei Pelé.
O atacante Michael foi o terror dos defensores alvinegros no Serra Dourada. Com muita velocidade, o jogador criou excelentes chances para os donos da casa, especialmente pelo lado esquerdo. O jovem levou a melhor no mano a mano contra Fernando e ainda carimbou o travessão de Gatito Fernández.

O goleiro alvinegro, aliás, não precisou fazer nenhuma defesa de “cinema”, mas esteve presente sempre que foi necessário. O paraguaio foi decisivo em defesas em arremates de Michael e Giovanni Augusto, e só foi vencido por Kayke, que cabeceou sem chances.

Escalado como centroavante por Eduardo Barroca, Diego Souza esteve muito longe de seus melhores dias. Facilmente anulado pela zaga verde, o camisa 7 apareceu pouquíssimo na partida. O astro foi muito pouco municiado pelos homens de meio do clube alvinegro e também não conseguiu buscar mais o jogo para criar outras alternativas. Após choque com David, ele foi substituído por Igor Cássio.

Revelado pelo Goiás, o atacante Erik enfrentou pela primeira vez o clube que o revelou. Em dia de reencontros, o jogador cumpriu uma atuação apagada, assim como a de boa parte do time do Botafogo. Aberto pelo lado, Erik pouco participou do jogo e foi “contaminado” pela lentidão da equipe dirigida por Eduardo Barroca. Sua melhor participação foi em dobradinha com Bochecha, que driblou o zagueiro e quase marcou.

O JOGO

Os donos da casa assumiram as rédeas da partida desde o primeiro minuto, mas faltou mais capricho na hora da conclusão. O Goiás apertou a saída de bola adversária e levou perigo nas jogadas pelas laterais. Apesar de dominar as principais ações, o time esbarrou em Gatito Fernández. Quando o empate parecia sem volta, Kayke marcou de cabeça e decretou a vitória.

O Botafogo cumpriu atuação muito burocrática no Serra Dourada. Sem inspiração e lento, o Botafogo pouco ameaçou o goleiro Tadeu durante os 90 minutos, embora a equipe tenha ficado com a bola a maior parte do tempo.

Em disputa aérea, David e Diego Souza bateram cabeça com cabeça e preocuparam as comissões técnicas. O jogo ficou paralisado por três minutos para atendimento, os dois retornaram, mas o alvinegro sentiu um minuto depois. Sozinho na ponta direita, o atacante desabou e foi prontamente substituído.

GOIÁS
Tadeu, Daniel Guedes, Yago, David e Jefferson; Geovane, Léo Sena (Yago Felipe) e Giovanni Augusto (Marlone); Michael, Júnior Brandão (Kayke) e Barcia. T.: Claudinei Oliveira

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});
BOTAFOGO
Gatito, Fernando, Carli, Gabriel, Jonathan; Bochecha, Cícero, João Paulo (Rodrigo Pimpão) e Alex Santana (Luiz Fernando) e Erik; Diego Souza (Igor Cássio). T.: Eduardo Barroca

Estádio: Serra Dourada, Goiânia
Juiz: Rodolpho Toski Marques (Fifa/PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa/PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Júnior Brandão (GOI); Carli, Alex Santana, Igor Cássio (BOT)
Gol: Kayke, aos 41min do 2º tempo

Fonte: Correio do Estado

Please follow and like us:
error